Entidades de Fabriciano formalizam termo para desenvolvimento de projetos

A Secretaria de Governança de Assistência Social de Coronel Fabriciano, por meio do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), realizou uma cerimônia de assinatura dos termos de fomento de 4 entidades, que visa a formalização de parcerias  para  captação e transferência  de recursos  para a realização de projetos sociais no município.

 

Os projetos que conseguiram captar recursos são Buzão da Alegria, apresentado pela Casa de Artes e inclusão Social (CAIS); Come on Sing, apresentado pela Associação Batista de Assistência Social (ABAS); Divertidamente, apresentado pelo Instituto Presbiteriano do vale do Aço  (IPREVAL); Construindo o Futuro, apresentado pela Obra Social redentorista.

 

Esses projetos são de entidades socioassistenciais, que prestam serviços para crianças e adolescentes no município de Coronel Fabriciano. A iniciativa de captação de recursos é das empresas e, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente certifica a entidade como habilitada para captar e receber recursos, repassa, monitora, fiscaliza e acompanha o projeto.  

 

Os termos de fomento são de parcerias em que as próprias entidades captam o recuso junto às empresas via fundo da captação. As principais empresas financiadoras são a Vale do Rio Doce, Cenibra e Copasa. Serão repassados para as instituições os seguintes valores: Obra Social Redentorista R$32.400; IPREVAl R$34.511.20; ABAS receberá R$28.713.40; CAIS cerca de R$ 123.000. 

 “As parcerias entre sociedade civil e governo são muito valorizados na Gestão Dr. Marcos Vinicius por entender que são essas parcerias que complementam e impulsionam as políticas públicas já desenvolvidas pelo município”, afirma a Secretária de Governança de Assistência Social, Leticia Fernandes Godinho. 

SAIBA MAIS

Termo de fomento é o instrumento, instituído pela Lei Federal n° 13.019/2014, por meio do qual serão formalizadas as parcerias estabelecidas pela administração pública com organizações da sociedade civil para a consecução de finalidades de interesse público e recíproco propostas pelas organizações da sociedade civil, que envolvam a transferência de recursos.