Jovens com medidas socioeducativas são qualificados para o mercado de trabalho

Jovens com medidas socioeducativas são qualificados para o mercado de trabalhoJovens com medidas socioeducativas são qualificados para o mercado de trabalho

Jovens com medidas socioeducativas são qualificados para o mercado de trabalho

A Prefeitura de Coronel Fabriciano, por meio da Secretaria de Governança de Assistência Social e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) realiza nesta segunda-feira, 3, a certificação dos jovens formados no projeto: “Ressignificando Vidas”, do serviço de medidas socioeducativas em meio aberto de Coronel Fabriciano.

 

O projeto já está na segunda edição e tem gerado ótimos resultados junto aos adolescentes em acompanhamento. “O objetivo maior do projeto é possibilitar aos adolescentes serem sujeitos da própria história, qualificando, fortalecendo e promovendo a construção de novos projetos de vida”, afirma Letícia Godinho, secretária de governança de Assistência Social.

 

O projeto “Ressignificando Vidas” foi planejado para qualificar profissionalmente jovens adolescentes em acompanhamento no serviço de medidas socioeducativas em meio aberto. Eles próprios apresentaram seus desejos na área de formação profissional e indicaram os cursos de qualificação que desejavam fazer. O foco é a inserção dos jovens no mercado formal de trabalho. A equipe do CREAS escreveu o projeto e pleiteou os recursos junto ao Fundo da Infância e Adolescência (FIA), através do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA). Em 2018 houve a primeira edição e a partir dos resultados obtidos foi realizado novo chamamento público. A segunda edição do projeto foi aprovada em agosto de 2019, sendo agora executada.

 

Dezesseis alunos, de um total de dezoito inscritos, concluíram com êxito os cursos oferecidos em três turnos, três dias na semana, com duração de três horas diárias: solda mig-mag-arame tubular e mecânico montador. Os alunos também foram contemplados com horas aulas de solda eletrodo revestido. A Secretaria de Governança de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Cultura colaborou com uma palestra sobre empreendedorismo local. Os cursos foram executados pela Escola das Profissões do Vale do Aço.

 

Todo o desenvolvimento do projeto foi assistido pela equipe do serviço de medidas socioeducativas, assim como todas as ações foram registradas com listas de presenças, filmagens e/ou fotografias.

 

Os alunos, responsáveis, professores e equipe do serviço de medidas socioeducativas trocam experiências por meio de um grupo do whatsApp para maior interação, socialização e informações sobre ofertas de vagas de trabalho. Apoiadora do projeto, a Empresa Emalto recebeu os primeiros currículos dos alunos com idades a partir de 18 anos para apreciação.

 

O encerramento do projeto com a entrega dos certificados será nesta segunda-feira, 3, às 15h, no auditório do Centro Administrativo Mariano Pires Pontes, bairro Bom Jesus. 

 

Os alunos certificados estão aptos para atuar como soldadores e mecânicos montadores. “É um resultado que fortalece e endossa o verdadeiro sentido da palavra oportunidade. Para a equipe do serviço de Medidas Socioeducativas, este projeto oportuniza aos adolescentes e jovens a condição de protagonista de suas histórias”, concluiu Letícia.