Monitoramento do Rio

Técnicos da Defesa Civil de Coronel Fabriciano instalaram uma régua de medição do nível do rio Piracicaba, no bairro Dom Helvécio (Prainha). O equipamento foi colocado num banco de areia na margem esquerda, próximo à Praça Pedro Gomes da Silva, tendo como referência o sentido do rio. Esta é a primeira vez que o município conta com um sistema próprio de monitoramento da altura das águas do Piracicaba, o que é considerado um marco pelo órgão municipal.

 

Embora de baixo custo e confeccionado pelos servidores da própria Defesa Civil, a régua permite um acompanhamento mais preciso de possíveis cheias do Piracicaba, inclusive, pela comunidade local, que é uma das afetadas nos períodos de chuva. A régua adota as cotas dos órgãos oficiais de meteorologia: Atenção (450 cm), Alerta (540 cm) e Inundação (620 cm), cada uma destacada com uma cor.

 

Antes, a Defesa Civil municipal monitorava o rio a partir da compilação de dados de órgãos como INPE/CPTC (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), INMET (Instituto Nacional de Meteorologia), Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN) e Serviço Geológico do Brasil – CPRM além de informações da Estação Pluviométrica Mário de Carvalho.

 

Com a régua de medição, a Defesa Civil de Fabriciano passa a estabelecer também seus parâmetros, permitindo ações mais efetivas e rápidas de prevenção e redução de danos visando, sobretudo, a preservação da vida humana. “Com a régua de medição, teremos o controle mais efetivo da leitura do rio. E isso é fundamental para garantir informações de mais qualidade para emitir alertas de inundações nas comunidades ribeirinhas com mais antecedência, assim como medir com mais eficácia os períodos de estiagem”, destaca a engenheira de minas, Laura Linhares Faria.

 

Para a instalação da régua, a Defesa Civil realizou estudos e conclui que a melhor estação para plotagem do marco é o período de estiagem, já que assim, é possível estabelecer uma média de diferença de nível entre os pontos, Mário de Carvalho e Dom Helvécio, que é de aproximadamente 1 metro de lâmina d’água. A régua de medição de Fabriciano está situada aproximadamente 2,5 km do marco de Timóteo, no bairro Cachoeira do Vale.

 

O Piracicaba é afluente do rio Doce, que corta boa parte de Minas Gerais e deságua no Espírito Santo.