Novos conselheiros tutelares tomam posse em Fabriciano

Nesta sexta-feira, 10/01, foram empossados os novos representantes do Conselho Tutelar de Fabriciano. Os titulares são Lúcia do Posto, Ney Oliveira, Simone Garcia, Erick Gomes e Laci Ferreira; e os suplentes, Vandecy Dê, Lurdinha, Samila Mirelly, Gleyce Kelly e Andreia Lage. Os conselheiros e respectivos suplentes foram eleitos pelo voto direito e popular em outubro do ano passado. O mandato é de quatro anos 2020/2023.

 

A solenidade aconteceu no plenário da Câmara Municipal. A posse foi dada pelo vice-prefeito, José Gregório, na ocasião representando o prefeito Dr. Marcos Vinicius.  

 

“Ser conselheiro tutelar não é só um trabalho, é uma missão de vida. Já fui conselheira tutelar entre 2013/2016 e retorno a pedido da comunidade, sobretudo do meu bairro. Tomo como principal desafio ações preventivas para evitar que os adolescentes sigam para os mundos das drogas e marginalidade. E espero fazer um bom trabalho”, afirma Lúcia Maria de Souza Araújo – Lúcia do Posto –, conselheira mais bem votada.

 

Estivam presentes a secretária de Governança de Assistência Social, Letícia Godinho; secretário de Governança de Saúde, Ricardo Cacau; presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Rafael Ferreira Santos; presidente do Legislativo, Adriano Martins e os vereadores Dr. Sandro e Ronilson Burrinho, além de profissionais e representantes de instituições e equipamentos que integram a rede de proteção de direitos.

 

PAPEL DO CONSELHO

O Conselho Tutelar é um órgão permanente, autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade para fiscalização e cumprimento dos direitos da Criança e do Adolescente. É papel do conselheiro, proteger esse público de diversas violações e ameaças como: exploração de mão-de-obra infantil, abuso sexual, violência física, psicológica ou moral, como previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei Federal n° 8,069/1990).

 

O conselheiro tutelar faz jus ao recebimento pecuniário no valor de 2,5 salários mínimos para exercer jornada de 40 horas semanais em regime integral ao serviço com a disponibilidade de 24 horas, fazendo-se presente sempre que solicitado.  Para denunciar é só ligar no Conselho Tutelar, das 8h às 18h, pelos telefones 3846-7735 ou no plantão 98973-4146.

 

NOVA SEDE

A partir da próxima segunda-feira, 13/01, o Conselho Tutelar funcionará em nova sede, no antigo prédio da Fundação – Rua Rubi, 63, Bom Jesus Em Fabriciano – que foi completamente reformado pela Prefeitura. Além de instalações modernas e adequadas para a prestação do serviço, a localização é estratégica, já que no mesmo prédio funcionará também as Secretarias de Assistência Social, Saúde e Educação, responsáveis por serviços e programas voltados para fundamentais para a defesa dos direitos das crianças e adolescentes.