Prêmio de educação financeira do Banco Central

A Escola Raimunda Coura de Barcellos, da Rede Pública Municipal de Coronel Fabriciano, foi a primeira colocada no prêmio do programa Aprender Valor do Banco Central. A escola levou a premiação na categoria “Engajamento ao programa” e recebeu R$ 30 mil em dinheiro, além do reconhecimento nacional pelo destaque nas ações do Aprender Valor.

 

O Secretário de Governança Educacional, Carlos Alberto Serra Negra, foi a Brasília em companhia da professora Marilene Herculano de Oliveira, Coordenadora do Programa Aprender Valor na Escola, e da Diretora Shirley Maria Moreira de Amorim.

 

Sob coordenação do Professor José Carlos Lima, a Escola Municipal Raimunda Coura, do bairro Caladinho de Cima, foi a única de Minas Gerais a participar da etapa piloto e teve seu trabalho reconhecido como um dos melhores em nível Brasil. Vinte seis profissionais da escola participaram e concluíram a formação. Foram desenvolvidas atividades e projetos sugeridos na plataforma com todos os alunos da escola da educação infantil e do ensino fundamental. As 15 escolas de ensino fundamental do município já aderiram ao programa.

 

A professora Marilene Herculano explica que “o objetivo do programa é trabalhar a educação financeira com as crianças e os adultos, de forma que estas experiências extrapolam os muros da escola, chegando às famílias e à sociedade como um todo”.

 

O PROGRAMA APRENDER VALOR

O Aprender Valor é um programa do Banco Central que leva educação financeira aos estudantes de escolas públicas brasileiras de ensino fundamental (1º ao 9º ano). O programa é financiado com recursos do Fundo de Defesa de Direitos Difusos - FDD, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, e desenvolvido em parceria com o Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora. A premiação das escolas de destaque na fase piloto do programa conta com o patrocínio do Fundo Garantidor de Créditos, FGC.

 

Atualmente, em Minas Gerais, 530 escolas participam do programa em mais de 120 municípios. São mais de 4,5 mil profissionais de educação cadastrados na plataforma, sendo que cerca 1,5 mil deles já estão matriculados nas formações on-line de professores ou de gestores. A implementação do programa, primeiro como piloto, se deu no início do ano passado, quando participaram escolas convidadas do Ceará, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná e do Distrito Federal. Em 2021, o programa foi estendido para todo o Brasil. Hoje, escolas públicas de ensino fundamental de todos os estados, em um total de mais de 10 mil escolas e mais de 660 mil estudantes, fazem parte da iniciativa.