Violência contra o idoso é desafio em tempos de pandemia

No dia 15 de Junho, comemora-se o Dia Mundial de Combate à Violência contra o Idoso.  Em Coronel Fabriciano, tendo em vista a pandemia do novo coronavírus, foram planejadas ações virtuais e blitze no trânsito. A campanha trabalha com a hastag #quarentenasemviolencia e #fabricianoamigodapessoaidosa. O objetivo é não deixar a violência contra o idoso cair no esquecimento, já que no momento essa faixa da população sofre em isolamento, enfrentando problemas além da violência, como a depressão e a solidão.

 

No dia 15 de junho haverá uma transmissão ao vivo nas redes sociais (Live) com a participação de psicólogos que abordarão o tema: “Distanciamento Social e Solidão dos Idosos: Como cuidar da saúde mental dos idosos em isolamento”. A Secretária de Governança de Assistência Social, Letícia Godinho falará sobre a campanha, os canais de denúncia e onde e como o município atende casos do tipo.

 

Um carro de som percorre a cidade alertando que todos os dias, milhares de idosos sofrem violência física, psicológica, financeira, abandono e negligência. A mensagem incentiva o idoso a romper o silêncio e denunciar procurando a delegacia mais próxima.  Também foi preparado um vídeo para ser compartilhado pela população.

 

Veja os locais das blitze:

16/06/2020 (terça-feira) 09h às 11h: Território I – Semáforo em frente à Câmara Municipal de Coronel Fabriciano - Rua Pedro Nolasco, 22, Centro.

 

16/06/2020 (terça-feira) 09h às 11h: Território II –Semáforo em frente ao Unileste , Av. Pres. Tancredo de Almeida Neves, 3500 – Universitário.

 

17/06/2020 (quarta-feira) 09h às 11h: Território III – Semáforo em frente ao Bretas de Coronel Fabriciano, v. Gov. José de Magalhães Pinto, 1897 – Giovanini.

17/06/2020 (quarta-feira) 09h às 11h: Território IV – Rotatória da Igreja Católica São Geraldo, R. José Corrêa, 11 - São Geraldo

 

A secretária, Letícia Godinho, lembra que é responsabilidade de todos zelar pela saúde física e mental do idoso em qualquer época, mas agora a questão é ainda mais humanitária. “No momento, sabemos que a preocupação é maior em vista de o idoso estar “obrigado” a ficar em casa. Isso por si só já é muito difícil pra quem está acostumado a ir onde quer e quando quer. Então eu faço um apelo aos filhos, netos, bisnetos, enfim, todos que tiverem consciência do momento, abraçar esta campanha e nos ajudar a manter nossos idosos com saúde e paz”, disse.

 

MENSAGENS DA CAMPANHA:

·         Isolamento social não é abandono! Você não está sozinho!

·         Violência Física: é o uso da força física para compelir os idosos a fazerem o que não desejam, para feri-los, provocar dor, incapacidade ou morte.

·         Violência Psicológica: corresponde a agressões verbais ou gestuais com o objetivo de aterrorizar, humilhar, restringir a liberdade ou isolar do convívio social.

·         Violência Sexual: refere-se ao ato ou jogo sexual utilizando pessoas idosas.

·         Abandono: é uma de violência que se manifesta pela ausência ou deserção dos responsáveis governamentais, institucionais ou familiares de prestarem socorro a uma pessoa idosa que necessite de proteção e assistência.

·         Negligência: refere-se à recusa ou à omissão de cuidados devidos e necessários aos idosos por parte dos responsáveis familiares ou institucionais.

·         Violência Financeira ou econômica: consiste na exploração imprópria ou ilegal ou ao uso não consentido pela pessoa idosa de seus recursos financeiros e patrimoniais.

·         Autonegligência: diz respeito à conduta da pessoa idosa que ameaça sua própria saúde ou segurança, pela recusa de prover cuidados necessários a si mesma.

 

Precisamos mudar essa realidade! Denuncie! Disque 100! Disque CREAS (31) 3846-7731.